Vídeo – Peixe fora d’água!


Ontem eu comentei com alguns alunos sobre espécies de peixes que conseguem ficar bastante tempo fora d’água. Há várias, mas gostaria de destacar o mudskipper ou saltador-do-lodo, uma espécie que é muito visada, infelizmente, como animal de estimação pela sua capacidade de permanecer longos períodos em terra.

Os mudskippers não são nativos do Brasil. Podem ser encontrados nos manguezais ao sul do continente africano (incluindo na ilha de Madagascar), na Nova Guiné, Malásia, Austrália e em algumas praias do Japão, dentre outros países.

Para mim, a maior curiosidade dos mudskippers, no entanto, não é o fato de andarem em terra, e sim sua reprodução:

Os machos constroem os ninhos na lama (ou areia úmida) em forma de “U” (veja figura abaixo) e dão grandes saltos no solo com suas nadadeiras dorsais abertas, para atrair as fêmeas. Então as fêmeas escolhem seus parceiros, depositam seus óvulos nos ninhos e vão embora. Os machos depositam os espermatozoides sobre os óvulos e passam a protegê-los até que os filhotes nasçam:

mudskipper nest

 

Durante a incubação os machos fornecem oxigênio e água aos ovos, processo conhecido como ventilação (algumas espécies de polvos também apresentam esse comportamento). Na ventilação os machos saem dos ninhos, capturam o ar atmosférico com a boca, voltam para o ninho e soltam o ar da boca para a água onde os ovos estão submersos. Além disso, os machos agitam a água de vez em quando para impedir o crescimento de algas e outros parasitas nos ovos.

Muitas vezes os machos competem pelas áreas de nidificação ou por fêmeas, saltando uns contra os outros na lama e abrindo suas enormes bocas e nadadeiras a fim de parecerem maiores e derrotar os adversários (veja o vídeo abaixo):

 

 

Para saber mais:

>> Na Wikipédia há informações sobre o gênero Periophtalmus, o mudskipper mais conhecido;

>> Nos sites Diário de Biologia e Coisas Interessantes há detalhes sobre como os mudskippers conseguem ficar tanto tempo fora d’água sem respirar;

>> No Infoescola há detalhes sobre a locomoção em terra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Escola de Ciências

Um blog de apoio às aulas de Ciências do Ensino Fundamental (3º ciclo)

Whatever works!

Educação e Tecnologia: o dia a dia de uma PAPE iniciante...

Esquadrão do Conhecimento

A dúvida não passa por aqui.

Not Exactly Rocket Science

Science for everyone

Wild Muse

Meandering musings about the natural world: ecology, wildlife, and our environment. And books! LOTS of books!

Museu Natural do Mangue

Blog do Museu do Mangue

aprendizesdaciencia

blog dos educadores que aprendem ciência

gabrielrbrunoabioifes

Just another WordPress.com site

Aventurmaxciencia's Blog

Just another WordPress.com weblog

CIENCIAS NO SECULO XXI

Ensinar ciências no século XXI é um desafio cotidiano. Motivar os alunos e tornar as aulas atraentes é uma tarefa que tentaremos facilitar por meio deste blog, com atividades, textos, sugestões de experiências, filmes, atualidades. Enfim, tornar a tarefa de ensinar ainda mais prazerosa, é o nosso desejo.

Blogs de Ciência

Blogs de Ciência - Divulgação de todos os blogs em Português que versam a ciência. Parte do Projecto Divulgar a Ciência(.com)

blog do pontociência

Um blog de apoio às aulas de Ciências do Ensino Fundamental (3º ciclo)

%d blogueiros gostam disto: